Web Rádio Voz Evangélica: Salvação pela Graça

Podcast

Culto de aniversario da Igreja de Cristo em Apodi 17 de janeiro.mp3

Salvação pela Graça

E vos vivificou, estando vós mortos em ofensas e pecados, Em que noutro tempo andastes segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos da desobediência. Entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como os outros também. Mas Deus, que é riquíssimo em misericórdia, pelo seu muito amor com que nos amou, Estando nós ainda mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos), E nos ressuscitou juntamente com ele e nos fez assentar nos lugares celestiais, em Cristo Jesus; Para mostrar nos séculos vindouros as abundantes riquezas da sua graça pela sua benignidade para conosco em Cristo Jesus Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie; efésios 2:1-9. Será que que quando alguém nos dá um presente dizemos “Que bonito! Quanto lhe devo?” é claro que não. “Obrigado” é a resposta adequada. No entanto, quantas vezes os Cristãos, mesmo depois de receberem a dádiva da salvação, ainda sentem-se obrigados a ter uma vida de comunhão com Deus. Como a nossa salvação e até mesmo a nossa fé representam dádivas recebidas, devemos servir ao senhor com gratidão, louvor e alegria. Tornamo-nos Salvos pelo favor não merecido que recebemos de Deus, e não pelo resultado de qualquer esforço ou mérito próprio, capacidade, inteligência, ato ou serviço oferecido por nós. Entretanto, como prova de gratidão por essa dádiva tão graciosamente recebida, devemos ajudar nosso próximo com bondade, amor e carinho, sem intenção de meramente fazer um favor. Embora nenhuma obra ou trabalho possa nos ajudar a alcançar a salvação, o propósito de Deus é que ela resulte em atos de prestação de serviço. Não somos salvos simplesmente para ter um benefício, mas servir a Cristo e edificar a Igreja. E nessa perseverança o salvo continua na caminhada.